ParanáPolítica

72,8% dos paranaenses desaprovam a gestão do governador Beto Richa

A maioria dos paranaenses está insatisfeita com os governos federal e estadual. É o que releva o levantamento Fiep-Paraná Pesquisas sobre o cenário político atual, divulgado nesta quinta-feira (1º). No total, 88% dos eleitores do Estado desaprovam a administração da presidente Dilma Rousseff (PT), enquanto 72,8% desaprovam a gestão do governador Beto Richa (PSDB). Entre os dias 22 e 27 de setembro, o instituto entrevistou 2.515 pessoas de todas as regiões do Estado, o que dá à pesquisa uma margem de erro de dois pontos percentuais.

Questionados sobre a administração da presidente Dilma, apenas 9,3% dos paranaenses disseram aprovar sua gestão, contra 88% que desaprovam. Outros 2,7% afirmaram não saber ou não opinaram. Já em relação ao governo Richa no Paraná, o índice de aprovação foi maior, chegando a 24,5%. Ainda assim, a desaprovação também foi bastante elevada, de 72,8%. E como no caso da presidente, outros 2,7% dos entrevistados também não souberam ou não quiseram opinar sobre a administração estadual.

Quanto a Beto Richa, o Paraná Pesquisas também questionou os entrevistados sobre as expectativas que tinham em relação a seu governo. Para 67,3% deles, o governo vem tendo um desempenho pior do que o esperado. Para 27,1%, a administração estadual está indo igual ao que se esperava. E apenas 4,7% dizem que está melhor do que o esperado.

“Os resultados comprovam que existe uma insatisfação geral sobre a maneira como nossa classe política vem conduzindo o país e o Estado”, afirma o presidente da Federação das Indústrias do Paraná, Edson Campagnolo. “A atual crise econômica e os ajustes ficais feitos pelos dois governos, baseados em aumento de impostos, penalizando o setor produtivo e toda a população, certamente contribuem para esses altos índices de desaprovação”, acrescenta.

Para Campagnolo, os números são uma prova de que os governantes precisam, mais do que nunca, ouvir os anseios da sociedade e realizar mudanças profundas na administração pública. “É preciso promover uma reestruturação de toda a máquina pública, em todas as esferas, para que tenhamos administrações mais ágeis e que apliquem com eficiência e responsabilidade o dinheiro do contribuinte”, diz o presidente da Fiep.

Crise econômica

O levantamento Fiep-Paraná Pesquisas também avaliou a percepção dos paranaenses em relação à crise econômica e como ela vem afetando o Brasil, o Paraná e a vida das pessoas. No total, 91% dos entrevistados concordaram com a afirmação de que o país está vivendo uma crise econômica, contra apenas 5,2% que discordaram. Já quando foram estimulados a avaliar a atual situação econômica do país, apenas 2% a classificaram como ótima ou boa, contra 68,7% que a definiram como ruim ou péssima. Outros 28,4% disseram que a situação é regular.

Além disso, o Paraná Pesquisas perguntou qual a expectativa dos paranaenses em relação ao cenário econômico do país para daqui a 12 meses. Para 27,4% dos entrevistados, a situação estará melhor, contra 32,2% que disseram acreditar que estará igual e 38,6% que afirmaram crer que estará pior do que hoje.

Em relação ao Paraná, para 87,2% dos entrevistados o Estado também vive uma crise econômica, ante apenas 6,4% que discordaram da afirmação. Quando questionados sobre a situação do Paraná em comparação com outros estados, 32,1% afirmaram que está melhor do que a de outras unidades da Federação. Já para 66%, a situação é igual ou pior a de outros estados.

A pesquisa também mediu o nível de insegurança dos paranaenses em relação a sua fonte de renda. Ao todo, 60,9% dos entrevistados disseram se preocupar muito com a possibilidade de ficar sem trabalho, perder o emprego, ter que fechar seu negócio ou perder a sua fonte de renda nos próximos 12 meses. Outros 17% afirmaram se preocupar um pouco e apenas 11% responderam que não se preocupam.

Amostra e metodologia

O universo da pesquisa abrange eleitores do Estado do Paraná. Foi utilizada uma amostra de 2.515 eleitores, estratificada segundo sexo, faixa etária, nível de escolaridade e posição geográfica. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas pessoais com eleitores maiores de 16 anos, em 88 municípios do Paraná, entre os dias 22 e 27 de setembro. Segundo o Paraná Pesquisas, essa amostra representativa do Estado atinge um grau de confiança de 95,5% para uma margem estimada de erro de 2,0% para os resultados gerais.

 

PrOn

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.