Polícia

Adolescentes se inspiram em filme para ‘aprontar’ em shopping de Curitiba e acabam apreendidos

Cinco adolescentes, três meninos e duas meninas, foram apreendidos em flagrantes pela Guarda Municipal (GM) após furtarem quatro lojas em um shopping no Centro de Curitiba, na tarde deste domingo (20). O crime foi cometido sob a inspiração do filme Bling Ring, a Gangue de Hollywood, uma vez que os infratores tinham dinheiro para pagar pela mercadoria.

O guarda municipal Joaquim Silva, que participou da apreensão dos garotos, contou que a equipe foi acionada por volta das 18h10. “Recebemos a informação sobre o furto em quatro lojas do shopping. Os adolescentes foram fazendo a limpa e colocando os produtos nas bolsas . Todos foram levados à Delegacia do Adolescente e os pais ficaram surpresos com o que havia acontecido”, descreveu.

Os adolescentes são de classe média e confirmaram a equipe da GM que se inspiraram no filme norte-americano. “Se encorajaram e foram ao shopping, para fazer a mesma coisa”, concluiu.

Entenda o filme: Bling Ring, a Gangue de Hollywood

“A Gangue de Hollywood” é a história de uma quadrilha de adolescentes fascinados pela fama que se especializa em roubos a casas de celebridades. As vítimas são artistas como o DJ Paul Oakenfold, a atriz Lindsay Lohan, o ator Shia Labeouf e a socialite Paris Hilton.

Embora os personagens do filme tenham recebidos outros nomes, o filme é sobre Nick Purgo, Rachel Lee, Courtney Ames e as meias-irmãs Alexis Neiers e Tess Taylor, que foram julgados e detidos em 2010. Alexis e Tess se preparavam para a “fama” com a estreia do piloto de um reality show sobre o dia-a-dia festeiro e de muita mordomia no subúrbio rico de Los Angeles (“Pretty Wild”, que acabou indo ao ar apenas uma temporada), quando a polícia bateu em sua porta.

Os roubos aconteceram entre outubro de 2008 e agosto de 2009. Foram, no total, US$ 3 milhões em joias, dinheiro e objetos de grife – principalmente objetos de grife. Sapatos, bolsas, make-up, perfumes e lingeries de marcas como Chanel, Tiffany e Yves Saint Laurent eram o foco dos roubos. O dinheiro em espécie era gasto nos mesmos lugares luxuosos que as celebridades frequentavam – tudo devidamente postado e registrado nas redes sociais.

Afinal, por qual razão eles invadiam e roubavam as mansões? Em busca dessa resposta, a jornalista da revista “Vanity Fair”, Nancy Jo Sales, fez uma matéria com os adolescentes, publicou o livro “Bling Ring” mais tarde, que serviu de base para a adaptação de Sofia Coppola. Ricos, jovens e bonitos, os criminosos buscavam emular a vida de famoso, levando o culto e o desejo de alcançar a fama ao extremo.

Eles acessavam o site “TMZ”, pesquisavam o endereço das celebridades no site celebrityaddressaerial.com e planejavam a invasão. No caso de Paris Hilton foi fácil. A socialite guardava a chave de casa debaixo do tapete.

 

Banda B- 21/01/2019

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.