AraucáriaEducação

Alunos da rede municipal são medalhistas em Olimpíadas de Astronomia e de Matemática

Os alunos da Escola Municipal Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira e da  Escola Municipal  Professora Egipciana Swain Paraná Carrano se destacaram na 24° Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e na 3ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) – Nível A, respectivamente. A escola JK conquistou um total de 26 medalhas, além de 3 premiações na categorias foguetes e lançamento de foguetes. Já a escola Egipciana teve 3 medalhistas na Obmep: um ouro, uma prata e um bronze. 

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que inclui a Mostra Brasileira de foguetes (MOBFOG), ocorre todo ano e envolvem alunos de escolas públicas e privadas, dos ensinos Fundamental e Médio. Em Araucária, cinco instituições de ensino (públicas e particulares) tiveram alunos medalhistas neste ano pela OBA. A escola JK se destacou por conquistar 40% de todas as medalhas de alunos do município neste ano. Foram 25 medalhas da JK: 05 de ouro, 08 de prata e 12 de bronze; e teve mais  uma honra ao mestre à professora Daiane Franciele dos Santos. Outro número que mostra o trabalho realizado na escola é o de participações: nesta semana, foram entregues 156 certificados de participação aos alunos envolvidos.

A diretora Franciele Amaral Vieira explicou que a iniciativa de inscrever todos os alunos que tivessem interesse em participar da OBA ocorreu já nos planejamentos da escola, realizados no mês de fevereiro. Em 2020, a escola participou com apenas 18 estudantes de 8º e 9º anos e teve três medalhistas. Para 2021, a escola mobilizou a participação por convites via áudios e vídeos aos grupos de WhatsApp das turmas. No total, 156 estudantes solicitaram a inscrição e a direção e professores deu o apoio nos preparativos, incluindo o planejamento dos conteúdos para o mês de maio voltados para Astronomia e Astronáutica, conteúdo que já está nas nossas diretrizes de ensino. “Ficamos muito felizes pela dedicação da nossa equipe, estudantes e suas famílias por tanto empenho que culminou em 26 medalhistas e 3 melhores posições em lançamento de foguetes. Nossa escola procura sempre ofertar diferentes desafios aos estudantes para que todos descubram as áreas em que terão maior interesse e destaque”, avaliou a diretora.

1ª PARTICIPAÇÃO – Neste primeiro ano de participação na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, a Escola Egipciana teve 51 alunos que realizaram a prova e, três desses, medalhistas. A Obmep é destinada a alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental de escolas públicas municipais, estaduais e federais brasileiras. Entre os seus principais objetivos estão: estimular e promover o estudo da Matemática no Brasil; identificar jovens talentos; incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional; e promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.

“A participação dos alunos e as medalhas conquistadas encheram a escola de orgulho. A gente vê o mérito dos professores, que não deixaram, em nenhum momento, de incentivar essas crianças a realizar e entregar as atividades, o incentivo para que não desistissem… E também [mérito] dos próprios alunos e suas famílias que não desistiram, que fizeram atividades com eles em casa, sempre incentivando”, afirmou a diretora Eliane Pedro. Para ela, essa experiência faz com que as crianças tenham vontade de participar de outras atividades “e contribui para que a criança  descubra seu potencial e confie mais no que sabe”.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.