ParanáPolítica

Após 4 dias internado, sargento do Bope baleado em confronto não resiste e morre em hospital de Curitiba

Após quatro dias internado, o terceiro sargento Wellignton de Matos não resistiu a um procedimento médico e morreu durante a madrugada deste sábado (13), no Hospital Evangélico de Curitiba. Lotado nas Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Matos foi para o hospital após ser baleado na perna durante confronto em Itaperuçu, na região metropolitana da capital.

De acordo com o comandante do Bope, tenente-coronel Hudson Teixeira, o sargento lutou muito pela vida, mas, mesmo com o esforço da equipe médica, acabou morrendo durante a madrugada. “Ele foi atingido por um disparo de arma calibre 12 e a munição contava com uma esfera de rolamento, que aumenta muito o potencial ofensivo. Como o tiro atingiu a artéria femoral, o sargento não resistiu”, explicou.

Caso

O policial foi ferido na perna por arma de grosso calibre durante confronto no Jardim Itaú, em Itaperuçu. Segundo informações apuradas com a polícia, o Bope estava em uma operação na região quando foi surpreendido por um grupo armado. O tiro que atingiu o policial foi à queima roupa e ele caiu na hora.

O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado e encaminhou Mattos ao pronto-socorro do Hospital Evangélico. Durante o atendimento ao policial, o suspeito foi perseguido e morto, na Rua Edna Valente Curi. Identificado como Alan de Miranda, 20 anos, o jovem já tinha passagem pela polícia.

À Banda B neste sábado, o tenente-coronel Hudson disse que algumas pessoas já foram ouvidas sobre o caso e inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias do crime.

 

BandaB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.