Brasil

Aprovado projeto que prevê Hino de Curitiba uma vez por semana nas escolas

O projeto de lei que prevê a execução do hino de Curitiba uma vez por semana, nas escolas da rede pública municipal, foi aprovado em 1º turno nesta segunda-feira (18), na Câmara Municipal de Curitiba.  Atualmente, o hino de Curitiba é executado uma vez por mês. A proposta mantêm a execução do Hino Nacional semanalmente e do Hino da Bandeira cantado pelos alunos e professores bimestralmente.

De iniciativa do vereador Rogério Campos (PSC), a primeira proposição altera a lei municipal 10.536/2002, para aumentar a frequência da execução do hino de Curitiba – atualmente mensal.

O projeto também aponta como deverá ser a atividade: alunos em fila no pátio, posição de sentido, com a distância ajustada entre si e sem o uso de bonés, chapéus, lenços na cabeça e afins. Para Campos, é importante “reacender a chama cívica e o patriotismo” dos estudantes da rede pública municipal, “desde a infância”.

Polêmica

Recentemente, o Ministério da Educação (MEC) mandou para todas as escolas do País um e-mail pedindo que as crianças sejam perfiladas para cantar o hino nacional e que o momento fosse gravado em vídeo e enviado para o governo. Com a polêmica, o MEC voltou atrás e retirou a determinação, inclusive retirando a obrigatoriedade da leitura de uma carta do ministro Ricardo Vélez Rodríguez, que terminava com o slogan do governo “Brasil acima de tudo. Deus acima de todos.”

“Prezados Diretores, pedimos que, no primeiro dia da volta às aulas, seja lida a carta que segue em anexo nesta mensagem, de autoria do Ministro da Educação, Professor Ricardo Vélez Rodríguez, para professores, alunos e demais funcionários da escola, com todos perfilados diante da bandeira do Brasil (se houver) e que seja executado o hino nacional”, dizia o texto revogado.

A carta foi enviada para escolas públicas e particulares do País.

 

Banda B

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.