Araucária

Araucária faz ação para reduzir filas de espera em consultas, exames e cirurgias

Araucária iniciou um processo para reduzir filas de espera em consultas, exames e procedimentos cirúrgicos neste mês de julho. Por meio de uma ação global, primeiramente estão sendo ampliados os atendimentos nas demandas das especialidades de otorrinolaringologia, cirurgia geral, neurologia, ortopedia, ginecologia, oftalmologia e exames.

Para este mês já estão previstas 420 consultas adicionais, 130 procedimentos cirúrgicos e 440 exames, dentre ecografia para abdômen, ecografia de articulações, eletrocardiograma, endoscopia, eco doppler e de oftalmologia. Em agosto já há programação para mais 200 cirurgias, 1226 consultas e 1110 exames. Na sequência serão ampliados os atendimentos a outras especialidades para atender toda linha de cuidado com o paciente, de acordo com a capacidade operacional das equipes disponíveis e estrutura.

A nova gestão deste ano precisou organizar muitas situações para poder iniciar esse processo que está sendo colocado em prática agora. Como a demanda reprimida já vem de algum tempo (chegou a esse ponto por problemas financeiros e de administração ocorridos épocas anteriores), o trabalho precisará de um período razoável para ficar em dia.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto de Andrade, a expectativa é que até o final deste ano as filas estejam organizadas, pois além dessa ação global (possível graças a diversos esforços da administração, como a revisão do contrato com o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano, a qual permitiu o aumento da oferta de atendimentos à população no Hospital Municipal de Araucária), está sendo providenciada a contratação de serviços complementares de retaguarda e, que por questão de referência e estrutura técnica, não poderiam ser realizados no momento pela rede municipal. Todas essas ações estão sendo discutidas e avaliadas pela SMSA juntamente com o Conselho Municipal de Saúde.

Fisioterapia
Desde o mês de maio a Clínica Municipal de Fisioterapia mudou seu fluxo interno de atendimento visando reduzir o tempo de espera, especialmente de pacientes urgentes. Quando as medidas de reorganização iniciaram, a fila de espera para a especialidade era de 509 pacientes. Os serviços foram otimizados e algumas escalas foram mudadas, o que já está surtindo efeito e a fila já reduziu para 264 pacientes, praticamente metade da demanda inicial.

Os trabalhos para melhorar o sistema municipal de saúde continuam e a SMSA orienta que os pacientes que tenham procedimentos, consultas e exames compareçam nas datas marcadas e se não puderem, que avisem antecipadamente para que o atendimento possa ser usufruído por outra pessoa, assim o processo torna-se mais ágil e bem aproveitado, pois quando um paciente falta é estrutura, tempo e equipe que são desperdiçados.

Foto: Carlos Poly/SMCS

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.