Araucária

Ciclofaixa está sendo implantada na Avenida das Nações

Araucária está ganhando mais uma ciclofaixa em um trecho de 2,3km entre as Ruas Nossa Senhora dos Remédios, Luiz Armando Ophis, Roque Saad e Avenida das Nações (com início próximo a Escola Ibraim até a Escola Marcos Freire). A identificação da faixa para os ciclistas está sendo pintada ao longo da via no trecho da Rua Roque Saad (rua da Câmara Municipal). Após a faixa branca, será pintada a faixa vermelha e serão colocados tachões refletivos na pista (as tartarugas amarelas, na divisão entre a área dos carros e das bicicletas). A ciclofaixa tem um espaço de 1,10m e deve estar pronta até o final do ano,

Além de contar com asfalto novo, a via onde a ciclofaixa está sendo instalada tem iluminação em led como todo o restante da área urbana de Araucária, trazendo boa visibilidade aos ciclistas no período noturno e mais segurança no trânsito. As ciclofaixas surgem como tendência mundial e se transformam em soluções para resolver problemas na malha viária, diminuindo congestionamentos, sendo opção de transporte mais ecológico, trazendo economia em deslocamentos e oportunizando atividade de esporte e lazer ao ar livre.

Profissionais da área de trânsito relatam que houve um crescimento exponencial de ciclistas após o início da pandemia. “Tanto para transporte, quanto para atividade física ao ar livre há grande incentivo para aderir à modalidade. Os grupos já existentes ajudam novos participantes e se fortalecem. É uma cultura que está sendo bem disseminada”, avalia o engenheiro de Trânsito Luiz Gouvêa.

Thiago Alves dos Santos, de 35 anos, mora em Araucária há 11 anos e recentemente entrou para a equipe Jabuti. Começou a andar de bike durante a pandemia por questões de saúde. O atleta diz que pegou gosto pelo esporte e em pouco tempo começou a participar de competições. Já conseguiu pódio em provas de cross-country e de mountain bike, preferindo as trilhas e treinos na área rural. “As ruas aqui de Araucária já são muito boas, a geografia da cidade é excepcional. Achamos muito dez a iniciativa de colocar ciclofaixas, a cidade estava precisando, fica mais seguro. O volume de ciclistas aumentou muito rápido e o pessoal tem usado bastante. Sempre uso a ciclofaixa da Manoel Ribas”, conta o morador do Campina da Barra.

5ª ciclofaixa
Essa será a 5ª ciclofaixa na cidade contando as já existentes na Manoel Ribas (de 7km), de Guajuvira (7,3km), Catanduvas (3km), Colônia Cristina (3,4km). Logo que essa obra de ciclovia finalize, já há previsão para iniciar outra, que será instalada na Rua Agrimensor Carlos Hasselman com extensão de 600m. Já em outubro deve ser aberta a licitação da pavimentação da Rua Ludovico Gondek, no Guajuvira. Essa obra terá a extensão de quase 2,7km e também contará com ciclofaixa. Para 2022 é provável que sejam colocadas novas ciclofaixas na Avenida Archelau de Almeida Torres e na Rua Miguel Bertolino Pizatto, ambas indicadas no Plano de Mobilidade.

Ciclofaixa
Esse espaço destinado ao tráfego com bicicletas é uma ciclofaixa, que é uma área para uso exclusivo de ciclistas delimitada na própria pista. A ciclofaixa tem estrutura diferente de uma ciclovia, que é um espaço também exclusivo para ciclistas, mas separado fisicamente do tráfego dos demais veículos. Embora o tipo de estrutura seja diferente, nos dois casos há espaços delimitados para ciclistas e o sentido de deslocamento deles na pista é igual ao dos carros. Ambas atendem aos mesmos objetivos de mobilidade.

SCMS

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.