Paraná

Cidade paranaense ganha título de Capital Moveleira Nacional

Arapongas, no Norte do Paraná, é oficialmente a Capital Moveleira Nacional. O título foi concedido pelo governo federal com a publicação da Lei 14.728/2023, resultado do projeto de lei que tramitou no Congresso Nacional.

Com 119 mil habitantes, Arapongas tem na indústria de móveis sua principal força econômica. De acordo com o Sindicato das indústrias de Móveis de Arapongas (Sima), o polo engloba 42 municípios da região e representa 10% de toda a produção nacional de móveis. No total, são 1.009 empresas na região, sendo que só Arapongas abriga 37%, totalizando 376 plantas industriais. Toda a cadeia emprega 19,5 mil pessoas nos 42 municípios, sendo 64,6% dessas vagas somente em Arapongas, totalizando 12,6 mil postos de trabalho no município. 

“Esse título de Capital Moveleira Nacional era uma aspiração antiga nossa que valoriza não só o nosso volume de produção, mas também a qualidade dos nossos móveis, que são produzidos com preocupação ecológica”, destaca o presidente do Sima, José Lopes Aquino. 

Segundo o diretor do sindicato, o polo moveleiro de Arapongas representa 12% do volume total exportado pelo Brasil. O destino varia de 40 a 60 países, dependendo do momento do ano. “Nossa produção vai para países da América Latina, Estados Unidos, Europa, Ásia, Oriente Médio, além da África. E com esse título teremos mais credibilidade e visibilidade para buscarmos novos clientes no exterior”, avalia.

O polo moveleiro de Arapongas começou a se estruturar na década de 1970, quando o Norte do Paraná deixou de ser o maior produtor de café do Brasil. Em julho de 1975 a região foi atingida por “geada negra”, que queimou praticamente todos pés de café, mudando o cenário socioeconômico do Paraná.

O secretário estadual da Indústria, Comércio e Serviços, Ricardo Barros, afirma que a escolha de Arapongas como Capital Moveleira Nacional faz jus à produção do município, referência nacional do setor. “A produção de móveis em Arapongas é uma das forças da economia paranaense. Portanto, nada mais justo do que esse reconhecimento do Congresso de um setor que gera muitos empregos e arrecadação para o Estado”, aponta.

MOVELPAR 2024 – Em junho, o governador Carlos Massa Ratinho Junior reforçou o apoio do Estado à Movelpar, maior feira do segmento do Paraná, que será realizada de janeiro a fevereiro de 2024.

No encontro que teve há cinco meses com os organizadores da feira, Ratinho Junior anunciou apoio de técnicos da Fomento Paraná, BRDE, Invest Paraná e da Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (Seic) na organização da feira ano que vem.

Realizada desde 1997, em 2022 a Movelpar recebeu um novo formato, alinhado às tendências das feiras e exposições mundiais com espaços abertos ao invés de estandes. O formato, além de mais econômico, proporciona maior interatividade com os visitantes. A edição do ano passado, que teve apoio do Governo do Paraná, movimentou R$ 650 milhões.

*Com informações da AEN

Nosso Dia

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.