Araucária

Criança que brincava em bosque de Araucária dá de cara com jararaca enorme

Pensa no susto do menino de quatro anos que brincava em um bosque municipal no bairro Capela Velha, no Jardim Arvoredo, em Araucária, região metropolitana de Curitiba. Na tarde de ontem, ele deu de cara com uma serpente jararaca de grande porte e saiu correndo como se não houvesse amanhã. No caminho, o garoto avisou um funcionário da prefeitura, que chamou uma equipe da Guarda Municipal (GM), que fez o resgate do animal.

Segundo o guarda João Elias, que teve a responsabilidade de fazer a captura, a bichana estava brava. “Ela acabou entrando debaixo de uma calçada e a gente não conseguia ter acesso. Colocamos fogo em tecido para sair fumaça, e daí ela saiu e fizemos a captura”, contou o guarda,  que contou com o apoio da agente Gisele.

O guarda contou ainda que não teve nenhum tipo de receio na captura da cobra, já que foi criado no campo. “Desde criança eu vivi no mato, então sempre tive costume de lidar com animais assim. Foi uma situação atípica, mas tranquila, apesar dele ser um bicho muito venenoso. Que não conhece, jamais pode tentar resgatar”, salientou.

Por fim, o guarda destacou que chamou a atenção a cobra estar em um terreno tão limpo. “Ali é bem cuidado pela prefeitura, mas tem um limite com uma área nativa. O menino que encontrou a cobra não esperava e tomou um susto grande”, concluiu.

Após o resgate, a cobra foi solta em uma área dec matagal a alguns quilômetros de onde aconteceu o resgate.

 

BANDAB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.