Paraná

Crise na segurança se prolonga com insatisfação na Polícia Militar

imagem-pm-prA insatisfação dos policiais militares, colocados na berlinda em entrevista concedida pelo secretário de Segurança Pública Fernando Francischini, pode levar o governo do Estado a tomar uma decisão nas próximas horas. De um lado, o Comando da Polícia Militar do Paraná que enviou nota pública à imprensa esclarecendo que todas as decisões tomadas no confronto com professores foram aprovadas pelo alto escalão da Secretaria. De outro, o próprio secretário que teria colocado no colo do comando da operação a responsabilidade pelo incidente e pelos mais de 200 feridos.

“Alguma coisa precisa ser feita urgentemente para apaziguar os ânimos. Precisamos superar essa fase”, disse o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli, líder do Governo.

Durante todo o dia as informações eram desencontradas. Francischini deixou de ser secretário, nos bastidores, por duas vezes. A relação entre ele e o comando da PM teria ficado insustentável – segundo relataram em sigilo alguns deputados governistas. Em carta à imprensa, o comandante da Polícia Militar Cesar Vinícius Kogut foi enfático ao manifestar repúdio às declarações de que a responsabilidade do confronto seria da corporação.

“O senhor Secretário (Francischini) foi alertado inúmeras vezes pelo comando da Tropa e pelo Comandante-Geral sobre os possíveis desdobramentos durante a ação e que mesmo sendo utilizadas as técnicas internacionalmente reconhecidas como as indicadas para a situação, pessoas poderiam sofrer ferimentos, como realmente ocorreu, tendo sido vítimas manifestantes e policiais militares empregados na operação.”

Bem Paraná

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.