EconomiaParaná

Depois de dois meses, gasolina volta ao patamar dos R$ 4 o litro em Curitiba

Em dezembro de 2018 o preço médio do litro da gasolina em Curitiba baixou dos R$ 4 depois de meses oscilando acima deste valor. O fato foi comemorado pelo consumidor à época. Mas o combustível mais barato durou pouco mais de dois meses. Desde o final de fevereiro os postos voltaram a remarcar o preço da gasolina e em março ele voltou a romper a barreira dos R$ 4, sendo vendido até R$ 4,17 o litro, nesta terça-feira (13).

No final do ano passado o preço do combustível teve queda depois de sucessivas reduções nas refinarias e, da mesma forma, o preço voltou a subir por causa dos reajustes feitos pela Petrobras desde o início do ano. Desde janeiro os seguidos aumentos na gasolina já somam 17,3% nas refinarias.Somente neste mês de março já foram quatro aumentos seguidos, informa o Sindicato dos Postos, o Sindicombustíveis-PR.

E não é apenas a gasolina. No Diesel, as altas seguidas nas refinarias da Petrobras já somam acréscimo de 16% em 2019. O etanol, por outro lado, também acumula grande alta nas usinas. Nos últimos trinta dias, teve alta de 21,05% nas usinas. Estes dados são fornecidos pela mais recente pesquisa CEPEA/ESALQ, divulgada em 8 de março de 2019.

Nesta terça, o Sindicombustíveis emitiu uma nota criticando essa forma de repasses dos preços. “Os postos representam o último elo até o combustível chegar ao consumidor final, e por isso são o lado mais exposto e cobrado a dar explicações”, diz a nota.

“O Sindicombustíveis aproveita para reforçar uma questão que vem denunciando desde o ano passado: as companhias distribuidoras, de maneira geral, têm repassado as altas da Petrobras com grande agilidade. Por outro lado, demoram ou não repassam na integralidade as baixas”, continua a nota da entidade sindical. “Entendemos assim que é uma grande injustiça direcionar aos postos, que também são vítimas, os questionamentos sobre as altas recentes. Estes questionamentos devem ser dirigidos ao governo federal, Petrobras e distribuidoras.

 

Bem Paraná

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.