Paraná

Funcionários do Correios que violavam correspondências ficarão presos preventivamente

A 12ª Vara da Justiça Federal decretou na noite de ontem (03 de março) a prisão preventiva dos funcionários dos Correios que estavam presos temporariamente, desde a última quinta-feira (28/02), em função de uma operação deflagrada naquela data para o cumprimento de 7 mandados judiciais contra 6 funcionários da empresa. A mudança de prisão temporária para prisão preventiva foi feit pela autoridade policial após a realização de interrogatórios, análise do material aprendido e indiciamento dos presos.

Os presos, que já estavam sob custódia da PF, já foram informados da nova prisão. De acordo com a PF, eles violavam correspondências e desviavam seus conteúdos, em especial drogas sintéticas enviadas ilegalmente do exterior para o Brasil. As prisões temporárias venceriam hoje, por isso ainda na sexta-feira foram solicitadas as prisões preventivas.

Os investigados foram indiciados pelos crimes de peculato e associação criminosa e estão à disposição da justiça.

 

 

Bem Paraná

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.