ParanáPolícia

Governo autoriza convocação de 2.897 policiais militares e delegados

Da AEN-PR

 

 

O governador Beto Richa autorizou nesta segunda-feira (21) a convocação de mais 2.897 candidatos aprovados em concursos públicos para policial militar e delegado civil. São 2.222 policiais militares, 609 bombeiros militares e 66 delegados de polícia. “Um importante reforço policial que refletirá significativamente na segurança dos paranaenses. Com o aumento do contingente, teremos melhores condições de trabalho e consequente queda na criminalidade no Estado”, afirmou Richa na solenidade, realizada no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

O Governador Beto Richa assina autorização para contratação de 2.222 policiais militares, 609 bombeiros e 66 delegados da Polícia Civil.Curitiba, 21/12/2015 Foto: Orlando Kissner / ANPr

(Foto: Divulgação)

Com as novas contratações, o Governo do Estado supera a meta inicial de contratação de 10 mil homens para reforçar a Segurança Pública do Paraná. Nestes quase cinco anos de governo Beto Richa foram contratados 7.505 policiais, sendo 5.809 militares e 1.696 civis – uma média de 1.501 contratações por ano. Para efeito comparativo, nos oito anos do governo anterior, de 2003 a 2010, foram contratados uma média de 995 por ano – totalizando 7.960.

“Assumi o governo do Paraná com o menor efetivo per capta de policiais do Brasil. Isso era inadmissível para um estado grande como o Paraná. Por isso, fizemos a maior contratação de policiais da história do Estado”, disse o governador. Richa destacou que o concurso para policial militar de 2013 teve mais de 120 mil inscritos. “Candidatos atraídos pelas boas condições de trabalho e salário acima da média nacional oferecidos pelo Paraná”, ressaltou. O governador enalteceu o trabalho dos policiais e destacou as constantes operações de apreensão de drogas e de armas na região de fronteira do Estado.

MAIOR PROGRAMA – O aumento do efetivo das forças de segurança faz parte do Paraná Seguro, programa estratégico do governo estadual, implantado em 2011, que reúne o maior investimento em segurança pública da história do Estado. Além disso, foram adquiridas cerca de 1.500 novas viaturas e novos equipamentos para melhor aparelhar a polícia. O programa inclui, ainda, investimentos em inteligência e operações sistemáticas da polícia para apreensão de drogas e prisão de traficantes.

O governador explicou que precisou esperar um tempo para convocar essa turma de policias devido o fato de o limite prudencial de gastos com funcionalismo ter extrapolado o que determina a legislação. “Ficamos impedidos de fazer novas contratações, mas com o ajuste fiscal que executamos conseguimos aumentar as receitas e melhorar a situação do estado. Hoje, o Paraná tem a melhor situação fiscal e financeira nacional”, disse Richa.

FORMAÇÃO – Os candidatos militares iniciarão já no começo do ano o Curso de Formação de Soldados, que tem duração de nove meses. Antes disso, haverá os testes de aptidão física e a entrega de exames. Já os delegados tomarão posse em janeiro e começam o curso no exercício da função.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, afirmou que a contratação dos novos profissionais irá melhorar o policiamento nas ruas e intensificar as operações policiais contra crimes patrimoniais. “Essa é nossa prioridade no momento, já que conseguimos reduzir e estabilizar os homicídios no Paraná. Queremos um policiamento ostensivo e preventivo”, enfatizou.

TODO O PARANÁ – O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato, explicou que o efetivo de policiais militares será distribuído para atuar em todas as regiões do Estado. A prioridade, afirmou ele, será das regiões de Curitiba e Oeste. “Assim que concluírem a formação, os novos policiais estarão nas ruas dando uma grande contribuição ao policiamento de todas as regiões do Paraná”, disse.

Tortato afirmou, ainda, que o edital de convocação dos candidatos será publicado no site da Faculdade Estadual de Educação em Ciências e Letras de Paranavaí (Fafipa), entidade de organizou o concurso.

DELEGADOS – Os 66 novos delegados fazem parte da segunda turma do concurso convocada pelo governador. Em junho de 2014, ele chamou outros 66 delegados. O Paraná tem um delegado em cada Comarca do Estado. “É uma conquista histórica, aguardada há anos pelos paranaenses. Com delegados em todas as comarcas iremos garantir mais agilidade e qualidade no trabalho policial”, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil, Julio dos Reis.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.