Brasil

Homem mata a própria mulher durante visita íntima em presídio de SP

Um detento do Centro de Detenção Provisória (CDP), de Jundiaí (interior de São Paulo) matou a mulher durante uma visita íntima, na noite deste domingo (27). Ela foi derrubada da cama em que ambos estavam e agredida com vários chutes no rosto.

A vítima foi identificada como Nicolly Guimarães Sapucci, 22 anos. Conforme a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), o autor do feminicídio é Michael Denis Freitas, de 25 anos. Ele autuado em flagrante e continuará preso – estava cumprindo pena por um roubo executado no ano passado.

Segundo a polícia, o agressor assumiu o crime e disse ter sido motivado por ciúmes. No dia do crime, os dois estavam na cela reservada para visitas íntimas, quando teriam começado a discutir. O acusado teria empurrado a mulher para fora do beliche e, já no chão, desferido chutes em seu rosto. Ela chegou a ser socorrida e levada ao Hospital São Vicente, mas não se recuperou e acabou morrendo por volta das 20h40 de domingo. Os médicos constataram que ela sofreu traumatismo craniano

De acordo com boletim registrado na Polícia Civil, a jovem morava em Bragança Paulista e vivia com Freitas desde agosto de 2017.

Em seu perfil nas redes sociais, a jovem declarou seu amor ao parceiro e disse que ficaria com ele até o fim. “Troquei as maquiagens pelas lágrimas, o salto pelo chinelo, a balada pelo trabalho, as viagens pela visita. Troquei minha vida pela sua. To (sic) com você até o fim.”

 

Bem Paraná-29/01/2019

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.