Mundo

Inacreditável: Médico assume, ‘por hobbie’, ter gravado iniciais em fígado de pacientes

Um médico inglês assumiu ter gravado suas iniciais no fígado de dois pacientes. Simon Brahall se declarou culpado nesta quarta-feira, 13, durante o julgamento de suas ações.

O renomado médico usou um equipamento de cauterização para marcar as iniciais de seu nome no órgão dos pacientes em 2013. As marcas não danificaram o funcionamento do órgão e desapareceram sem nenhuma intervenção cirúrgica.

O caso foi descoberto quando outro médico teve de realizar uma segunda cirurgia em um paciente que Simon já havia operado. Ele foi afastado de suas funções no hospital Birmingham’s Queen Elizabeth e poucos meses depois, enquanto acontecia uma investigação disciplinar interna, entregou sua carta de demissão.

Após o julgamento, Simon foi liberado mediante pagamento de fiança e terá sua sentença decretada no dia 12 de janeiro.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.