PolíciaPolítica

Justiça autoriza e mulher acusada de decapitar marido vai continuar presa preventivamente

A Justiça de Almirante Tamandaré, na região metropolitana de Curitiba, converteu de temporária para preventiva a prisão de Andreia Carla Kotovski, de 28 anos. Ela é acusada de matar e decapitar o ex-marido, Edivaldo Dias, de 38 anos. Com a decisão, Andreia vai responder ao processo criminal presa.

De acordo com o delegado Tito Lívio Barichello, a Polícia Civil conseguiu mais provas da autoria dela, o que possibilitou a ação judicial. “Agora ela vai responder por esse crime hediondo presa durante todo o processo criminal. Ela modificou a cena do crime e ainda fugiu para outro estado, o que mostra que estava atrapalhando as investigações”, explicou.

Andreia foi presa no dia 9 de novembro, em Rio do Sul, Santa Catarina. Durante a prisão, a mulher ofereceu R$ 10 mil para não ser presa pela equipe policial, motivo que foi autuada em flagrante pelo crime de corrupção ativa. Ela responde também por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Na denúncia, o Ministério Público do Paraná (MP-PR) se manifestou favoravelmente à prorrogação do período de prisão.

Para o juiz Paulo Drummond, ao autorizar a prisão preventiva, “não se pode deixar de considerar que a denunciada também buscou frustrar a investigação policial, ocultando o cadáver da vítima e alterando elementos informativos (com ocultação do automóvel utilizado para transportar o corpo e posterior lavagem do veículo para apagar vestígios), do que é lícito concluir pela conveniência da prisão para a instrução processual”.

 

 

Banda B- 08/01/2019

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.