Araucária

Mais uma vez empresas atrasam vale e motoristas ameaçam parar

Parece até jogada ensaiada. Num mês algumas empresas atrasam o vale dos motoristas e cobradores. No mês seguinte, outras. Ontem, perto de dois mil motoristas e cobradores realizaram uma paralisação de uma hora e meia, atrasando a saída de ônibus de várias garagens por falta de pagamento do adiantamento. Por causa disso, a categoria ameaça entrar em greve a partir da zero hora de domingo.

O adiantamento salarial deveria ter sido depositado no dia 20. “A maioria das empresas pagou, mas quatro não pagaram integralmente. Duas não pagaram nada, uma apenas metade e uma somente 8%”, disse o vice-presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de ânibus de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), Dino César de Mattos.

O sindicato diz que vai cobrar na Justiça a multa definida em R$ 1 milhão, quando houvesse atraso no pagamento e também com uma ação de danos morais coletivos, acordo feito durante a última paralisação, com intermediação da Justiça do Trabalho.

As empresas que atrasaram o adiantamento, segundo o sindicato, foram a Redentor, Sorriso, Araucária e Auto Viação Tamandaré. “Elas estão fazendo um rodízio. Cada mês uma atrasa o pagamento do adiantamento”, ressalta Mattos.

O Setransp, sindicato que representa as empresas, confirmou as dificuldades, afirmando que o setor está em permanente crise. Já a Urbs informou que está rigorosamente em dia com os repasses às empresas, o que inclui as quatro que sofreram paralisação ontem.

 

PrOn

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.