Brasil

Mulher é resgatada na Bahia de trabalho semelhante à escravidão

Uma mulher foi liberta após 40 anos de trabalho análogo à escravidão em Vitória da Conquista (BA), a 500 km de Salvador, na última semana. A vítima, identificada pelas iniciais M.S.S, tem 52 anos e trabalhava desde os 12 para a patroa.

Depois de ser resgatada, a mulher foi levada para a casa de parentes. O caso foi investigado a partir de uma denúncia enviada ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

“Esse é um daqueles casos clássicos de empregada doméstica levada ainda criança para a casa do empregador e que nunca recebia salário, sob o argumento de que seria da família. Essa é uma realidade que infelizmente vemos se repetir, mas que os órgãos de fiscalização estão buscando combater”, comentou a procuradora Manuella Gedeon, coordenadora de combate ao trabalho escravo do MPT da Bahia, ao portal G1.

Saiba mais no Metrópoles, parceiro da Banda B.

Banda B

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.