ParanáPolícia

Nova audiência do caso Tatiane Spitzner ouvirá testemunhas em Curitiba

Sete testemunhas do caso que investiga a morte da advogada Tatiane Spitzner serão ouvidas nesta sexta-feira (25), em Curitiba. A audiência será realizada no Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, localizado na Avenida João Gualberto, no bairro Alto da Glória, nesta tarde.

A juíza responsável pelo processo, Paola Mancini, é de Guarapuava, cidade em que o crime foi registrado, em 22 de julho de 2018, e deve acompanhar os relatos das testemunhas através de vídeo conferência ou carta precatória, conforme informação da assessoria de imprensa da defesa do acusado, Luiz Felipe Manvailer. O homem era marido da vítima e está sendo acusado de feminicídio.

Ainda segundo a defesa de Manvailer, quatro, das sete testemunhas, são de defesa, duas de acusação e uma em comum.

O caso

Manvailer é acusado de matar a esposa, Tatiane, por asfixia, e jogar o corpo da mulher do quarto andar do prédio onde moravam, no Centro de Guarapuava. Antes da vítima ser encontrada morta, na calçada do prédio, vizinhos ouviram a discussão entre o casal.

A situação chocou o país e repercutiu nacionalmente com a divulgação de imagens de câmeras de segurança, que flagraram Manvailer agredindo a esposa e, logo depois, arrastando o corpo da advogada para dentro do apartamento, com a camisa manchada de sangue.

O acusado tentou fugir, mas foi detido e permanece preso. Ele ainda não foi ouvido pela juíza.

Massa News- 25/01/2019

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.