Araucária

Novo protocolo de atendimento a situações de violência é apresentado em seminário

Foi realizado nesta terça-feira (05), no Centro Dia Idoso, o Seminário Enfrentamento da Violência na Perspectiva Intersetorial, organizado pelo grupo gestor da Rede de Proteção de Araucária. Houve a apresentação de uma palestra magna, grupos de discussão em salas temáticas e a apresentação do novo protocolo de atendimento a situações de violência para ser usado na rede de proteção, para o qual autoridades presentes assinaram um termo de compromisso para implantar na rede.

Os secretários de Educação – Henrique Theobald, de Cultura e Turismo – Eduardo Tavares, de Segurança – José Fortes Couceiro, Assistência Social – Cristiane Dehaini, Trabalho e Emprego – José Roberto Martins, de Saúde, Carlos Alberto de Andrade e o diretor-geral da Secretaria de Esporte, Paulo de Camargo, assinaram o documento.

Com o protocolo, as principais mudanças que devem ocorrer na prática é uma melhor organização do fluxo de atendimento da rede e maior possibilidade de verificação se os casos estão sendo notificados. Toda a rede de proteção municipal já foi capacitada para utilizar a nova normativa e o grupo gestor da rede de proteção espera em um ano já perceber a diferença da implantação do documento. Clique aqui e confira o documento na íntegra.

Palestra Magna
Os profissionais integrantes da rede de proteção que acompanharam o evento tiveram a oportunidade de assistir uma palestra magna com os palestrantes Simone Cortiano – técnica de referência para rede de proteção para a pessoa em situação de risco para violência do Centro Estadual de Epidemiologia – e Emerson Luiz Peres – psicólogo do Centro Estadual de Epidemiologia CEPI/SVS/SESA/PR).

As salas temáticas foram distribuídas da seguinte forma:
1) Um olhar diferenciado sobre as violências (Simone Eloíse Vicenti – psicóloga da rede, especialista em violências)
2) Depoimento sem dano ( Dorivan Schmitt – Psicólogo Judiciário da Vara Criminal, Vara da Família e Vara da Infância e Juventude)
3) Ficha de Notificação – Um instrumento importante para o enfrentamento da violência (Emerson Luiz Peres – psicólogo do Centro Estadual de Epidemiologia CEPI/SVS/SESA/PR).
4) A atuação do CREAS no enfrentamento da violência (Allyandra Cordova Souza – assistente social da rede e coordenadora do CREAS).
5) A Atuação do Conselho Tutelar no enfrentamento da violência (Cristiane Regina Franceschi de Oliveira – Conselheira Tutelar – e Terezinha Giovanella – Conselheira Tutelar da Regional Cajuru em Curitiba).

Sobre a rede
Araucária tem 16 redes de proteção formadas. Elas atuam no atendimento preventivo e protetivo em situações de risco a públicos vulneráveis como crianças e adolescentes. As redes envolvem diversos agentes que possam amparar esse público-alvo a ter seus direitos garantidos, como escolas, unidades de saúde, Centros de Referência de Assistência Social, CREAS, Ministério Público, Conselho Tutelar, Poder Judiciário, forças de segurança, secretarias diversas e outros.

SMCS

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.