Paraná

Paraná terá novas diretrizes para garantir reuso da água com qualidade

Um Grupo de Trabalho Interinstitucional, sob a coordenação da Diretoria de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do Instituto Água e Terra (IAT), entregou nesta quarta-feira (24), Dia do Rio, a minuta de uma resolução que estabelece critérios para o uso racional e reuso da água no Paraná. O documento foi encaminhado ao secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, e ao Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH/PR). 

O documento, que será agora submetido à aprovação do CERH/PR, é resultado de um ano e meio de trabalhos e estabelece parâmetros e padrões específicos em relação ao reuso para fins urbanos, agrícolas e florestais, ambientais e industriais.

Na área urbana, por exemplo, o texto cria critérios para reuso na lavagem de veículos; na irrigação paisagística de praças, jardins, cemitérios e áreas desportivas; na lavagem de pisos e logradouros e para uso na construção civil, dentre outros.

Já para fins industriais, as diretrizes se dirigem à utilização de águas residuárias provenientes de estações de tratamento das próprias indústrias, ou em sistemas de aquecimento e resfriamento. Para fins agrícolas e florestais, estipula critérios para a aplicação da água de reuso na produção agrícola e no cultivo de florestas plantadas.

A resolução estabelece condições mínimas de qualidade para a água de reuso, controle e registro de volume gerado, regras para licenciamento e a exigência da instalação de redes específicas e sinalizadas em paralelo à rede de água potável, de forma a evitar a contaminação e garantir a rastreabilidade.

Também apresenta proibições, como o uso na produção de frutos ou hortaliças onde o produto fique diretamente em contato com o solo e seja consumido na forma crua.

INCENTIVAR 

A regulamentação visa incentivar o reuso da água, especialmente em tempos de crise hídrica. “Após a publicação da Resolução pelo CERH, a Secretaria estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo e o Instituto Água e Terra poderão desenvolver programas de educação ambiental e de incentivos para promover a conservação, o uso racional e o reuso da água no Estado”, diz o coordenador do grupo e diretor de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do IAT, José Luiz Scroccaro. “Também será incentivada a inserção dos temas nos Planos de Bacias Hidrográficas, em conjunto com os Comitês de Bacias”.

Além do IAT, participaram dos estudos e da elaboração do texto a Sanepar; a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep); a Federação da Agricultura do Paraná (Faep); Fórum Paranaense de Comitês de Bacias Hidrográficas; a Universidade Estadual de Maringá (UEM); a Universidade Federal do Paraná (UFPR); Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes) e a Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (Apea).

PAPEL DO IAT 

Todos os usos da água devem ser regularizados junto ao Instituto Água e Terra (IAT) para controle e garantia da qualidade ao usuário. Também são desenvolvidas pelo órgão várias iniciativas com o objetivo de preservar e garantir a qualidade e quantidade da água para a população, nos contextos da sobrevivência humana, ecossistêmica e industrial.

“Temos o sistema para solicitação de uso da água (Sigarh), a plataforma para verificar nível dos rios do Paraná (Hidroinfoparana) e o aplicativo para acompanhar a qualidade das águas do Litoral. São exemplos de soluções que o Estado vem adotando para tornar mais ágeis as informações e solicitações a respeito dos recursos hídricos”, explica o diretor-presidente do IAT, Everton Souza.

AEN

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.