Economia

Preços da gasolina e do etanol voltam a cair nos postos

Os preços da gasolina e do etanol ficaram mais baratos nas primeiras semanas de dezembro, segundo levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Segundo o levantamento essa é primeira queda desde o mês de abril deste ano, último período de baixa, em que os combustíveis custavam R$ 5,699 e R$ 4,565 respectivamente. Com valor médio de R$ 6,915 a gasolina ficou 0,16% mais barata para os motoristas brasileiros, se comparado ao fechamento de novembro, quando o valor era de R$ 6,926. Já o etanol, que está custando R$ 5,843, ficou 0,17% mais barato em relação ao mês anterior, que custava R$5,853. Na contramão desses resultados, a região Norte foi a única que não apresentou baixa em nenhum combustível, mas sim, altas de 0,25% no preço da gasolina e de 1,18% no valor do etanol.

“Considerando as altas consecutivas dos últimos meses, que chegaram a mais de 7%, tanto para a gasolina quanto para o etanol, temos um período de respiro no ritmo de alta, com um momento importante de pequena baixa nas médias de preços e que deve influenciar diretamente no bolso dos brasileiros, com exceção dos nortistas. Vale ressaltar que, exceto para o estado de Goiás, na relação 70/30 a gasolina continua sendo a opção mais vantajosa para os motoristas abastecerem, de acordo com o levantamento da Ticket Log”, explica Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Apesar de permanecer no topo do ranking da gasolina mais cara do Brasil (R$7,015), o Centro-Oeste teve o maior percentual de baixa entre as regiões brasileiras, de 0,64% em relação a novembro, quando o valor cobrado era de R$ 7,060. Já o Sul, continuou comercializando o preço médio mais barato para a gasolina, de R$ 6,757. E, diferentemente do mês anterior, em que a região Sul teve o maior percentual de aumento nesse aumento nesse combustível, neste início de mês registrou a segunda maior baixa do país, de 0,40%, com o litro passando de R$ 6,784 para R$ 6,757.

Bem como no fechamento de novembro, o maior preço médio para o etanol foi encontrado nos postos da região Sul, a R$ 6,245, ante R$6,280 de novembro, com queda de 0,56%, e terceira maior baixa entre as regiões. O Nordeste comercializou o litro mais barato para o etanol, a R$ 5,638, e registrou baixa de 0,25% se comparado ao mês anterior, que custou R$ 5,652. Entre todas as regiões brasileiras, o Sudeste se destacou com a maior redução no valor do etanol, de 2,82%, passando de R$ 5,885 para R$ 5,719. O Centro-Oeste também teve uma baixa considerável de 1,24%, passando de R$ 5,736 para R$ 5,665.

No recorte por estado, o Rio Janeiro registrou a gasolina mais cara do país, assim como no fechamento de novembro, porém com redução de 0,31% – passando de R$ 7,333 para R$ 7,307. Na análise por estado, houve acréscimos no valor dos combustíveis e a gasolina que registrou o maior aumento foi a da Bahia, de 1,23%, passando de R$ 6,833 para R$ 6,917. O menor preço médio do combustível foi encontrado no Amapá, por R$ 6,403, queda de 0,77% ante R$ 6,453 de novembro. Já a maior redução foi a do Rio Grande do Norte, de 3,02%, que passou de R$ 7,149 para R$ 6,933.

Ainda sobre o recorte por estado, o Rio Grande do Sul apresentou o maior valor médio por litro para o etanol, passando de R$ 6,974 para R$ 7,024, alta de 0,72%. Roraima registrou o maior aumento para o combustível, de 3,49%, passando de R$ 6,184 para R$ 6,400. Além de ter o menor valor médio para o etanol entre os estados, São Paulo também apresentou a maior redução em relação a novembro, de 3,11%, passando de R$ 5,302 para R$ 5,137.

Com Informações do Canal Rural

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.