Paraná

Primeira parcela do auxílio emergencial do Paraná alcança mais de 20 mil empresas

Um benefício para incentivar os trabalhadores que mais precisam. Esse é o objetivo do Auxílio Emergencial Paraná, que já começou a ajudar Cassia Di Mônaco, microempresária de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba. Ela faz lanches e pizzas por delivery e já recebeu a primeira parcela do benefício.

“O auxílio chegou num momento em que não tinha o que fazer e como abrir por falta de insumos. O valor parece pouco, mas me deu fôlego para compra de matéria prima e assim fazer o meu negócio girar. Veio em ótima hora”, afirmou.

Larissa Ayumi Sato, que recebeu nesta semana a primeira parcela do auxílio, disse que a pandemia expôs as dificuldades de alguns setores e, na comunicação, não foi diferente. Ela trabalha com assessoria nessa área em Londrina, no Norte, como MEI.

“O auxílio ajuda a dar um respiro em meio ao caos que vivemos. Iniciativas como essa do Governo do Paraná nos ajudam a seguir em frente, apesar das dificuldades. Fiz a consulta de forma bem simples no site oficial do Governo e é bem prático e rápido, basta procurar os canais oficias para verificar quem tem direito. Vale muito a pena”, ressaltou a profissional.

Os primeiros pagamentos em formato integral foram efetuados na última segunda-feira (5) pela Secretaria de Estado da Fazenda. Foram R$ 5,2 milhões na primeira parcela, beneficiando 20.851 empresas (12.660 microempreendedores individuais, 7.241 microempresas e 951 microempresários sem inscrição no Simples Nacional).

O auxílio é destinado a microempresas e microempreendedores individuais (MEI) dos setores mais impactados pela pandemia. Ao todo, 27 setores relacionados na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) serão atendidos. O valor total destinado ao benefício é de R$ 80,28 milhões e vai atender um universo de 124 mil empresas.

Estão aptas a receber o auxílio microempresas cadastradas no Simples Nacional, registradas até 31 de março de 2021 e com faturamento de até R$ 360 mil/ano. Estas receberão R$ 1.000,00 em quatro parcelas de R$ 250. Já as microempresas sem inscrição estadual e MEIs terão direito a R$ 500, em dois pagamentos mensais de também de R$ 250.

As empresas que ainda não se cadastraram pelo auxílio emergencial PR oferecido pelo Governo do Paraná têm até dia 25 de julho para pedir o resgate do valor e receber a parcela do recurso no mesmo mês. Caso façam a solicitação após esta data, o dinheiro será depositado na conta cadastrada até o último dia útil do mês seguinte. 

Para receber o benefício é preciso fazer o cadastro no portal www.auxilioemergencial.pr.gov.br. É possível consultar o crédito financeiro e solicitar o resgate para a conta bancária. Já foram realizados, desde o início do programa, mais de 28 mil cadastros.

O aplicativo Auxílio Emergencial PR, destinado à consulta e ao resgaste do benefício, está disponível para download pelas lojas da Google Play e App Store. Em caso de dúvidas, os empresários podem ligar para o telefone 0800-642-6650 ou fazer contato pelo e-mail contato@auxilioemergencial.pr.gov.br.

Para mais informações sobre quem tem direito e os requisitos para adquirir o benefício, clique AQUI.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.