Brasil

Procon monitora preços para evitar fraudes na Black Friday

 

Quem quiser aproveitar a Black Friday, dia no comércio dedicado a liquidações marcado para 27 de novembro, deve tomar cuidados para não ser enganado. É o que orienta o Procon de São Paulo, que já está se preparando para a data. “Estamos monitorando preços de produtos em alguns sites e fornecedores físicos há mais de um mês e meio. Ao todo, serão quase três meses de monitoramento”, afirma Ivete Maria Ribeiro, diretora da entidade.

A fiscalização tem o objetivo de inibir e detectar o fenômeno chamado de “Black Fraude”, em que grandes descontos são dados em relação a preços recentemente majorados. “Essa é uma prática abusiva contra o consumidor. Se algum cliente perceber que isso tenha ocorrido, deve vir ao Procon-SP com a documentação para exigirmos da empresa a devolução do que foi pago a mais”, diz Ribeiro.

Além do monitoramento de preços, o Procon-SP contará com atendimento em tempo real aos consumidores durante as 24 horas da Black Friday. No ano passado, a entidade registrou 1.356 reclamações durante a data, um aumento de 111,5% em relação a 2013, quando 641 queixas foram ouvidas.

 

DANIEL MARCONDES SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) –

 

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.