Paraná

Procon-PR alerta população para novo golpe do ‘falso gerente’ do Pix; veja como se proteger dele

O Procon-PR alerta a população para um novo golpe com o sistema Pix, que possibilita pagamentos e operações bancárias via celular.

Como funciona:

O golpista se passa por um gerente de banco e solicita que a vítima efetue transferências financeiras para ‘testes’ na conta via Pix. De acordo com o Procon-PR, já houve uma vítima no Paraná. Ela perdeu R$ 20 mil.

“Segundo a vítima, o golpista sabia até o nome do gerente da conta dela. Eles usam engenharia social, são técnicas, eles vão tirando informações sobre o cliente”, disse Claudia Silvano, coordenadora do Procon-PR.

Claudia lembra que o banco não entra em contato fazendo esse tipo abordagem.

“Então se você recebeu uma ligação de alguém dizendo que é seu gerente tome cuidado. A não ser que você já conheça essa pessoa, já tenha falado várias vezes, conheça essa pessoa de fato, não passe nenhuma informação”, alerta coordenadora do Procon-PR.

Outros golpes

Golpes no Pix têm sido recorrentes. É preciso ter atenção. Uma fraude conhecida é a criação de páginas falsas para enganar os usuários. A estratégia é redirecionar os alvos do golpe para sites falsos e, neles, roubar os dados bancários. O golpe do WhatsApp clonado já era explorado muito antes do surgimento do Pix, mas essa nova forma de pagamento torna o golpe ainda mais eficiente. Há, ainda, falsas centrais de atendimento. A principal orientação para prevenção é buscar sempre meios oficiais, evitando clicar em links recebidos; nunca compartilhar o código de verificação; e não fornecer senhas fora do site do banco ou do aplicativo.

Banda B

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.