Paraná

Puladores de catraca somam quase 4 mil pessoas por dia e causam prejuízo de R$ 6 milhões

Para quem utiliza o transporte coletivo em Curitiba e Região Metropolitana não é raro perceber alguém pulando a catraca para não pagar a passagem e utilizar o serviço. O número assusta: diariamente são 3.907 puladores de catraca, um prejuízo de cerca de R$ 6 milhões ao ano, ou uma média de R$ 500 mil ao mês. Usando um comparativo, a quantia seria suficiente para que fossem adquiridos seis biarticulados novos.

Os dados foram obtidos através de uma pesquisa realizada pelas Empresas de Ônibus de Curitiba e Região e apontam que, em relação ao mesmo mês em que a pesquisa foi realizada no ano passado, agosto de 2016, houve um aumento de 3,1%, o equivalente a 117 pessoas a mais, embarcando nos ônibus sem pagar a tarifa.

Outra curiosidade é a mudança no perfil das pessoas que cometem esse tipo de infração. Atualmente, a maior parte dos puladores de catraca são os considerados “passageiros comuns”, que antes costumavam pagar a passagem normalmente. De agosto do ano passado para agosto de 2017 esse número passou de 6.967 para 9.750 pessoas.

O diretor executivo da instituição que realizou a pesquisa, Luiz Alberto Lenz César, os fatores que mais contribuem para esse aumento de casos é a facilidade em furar a catraca, devido à sua estrutura e a falta de punição. Desde maio de 2016 uma lei contra os fura-catraca foi aprovada na Câmara Municipal de Curitiba, mas ela ainda depende de regulamentação sobre a fiscalização.

Colaboração Daniela Borsuk/ João Gimenes (Rede Massa)

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.