Economia

Recessão na China provoca recuo na demanda de carne suína do Brasil

As exportações de carne suína do Brasil para china atingiram uma marca história em setembro. Foram mais de 112 mil toneladas embarcadas, o que representa 30% a mais que o mesmo período do ano passado. No entanto, nos últimos dois meses, o ritmo diminuiu. Em novembro, por exemplo, o volume embarcado foi quase 8% menor em comparação a novembro de 2020 e a receita também caiu cerca de 15%.

“Isso é um problema sério, pois a demanda chinesa está caindo, diante da recessão da economia no país asiático. No entanto, o Brasil tem oportunidades no exterior de diversificar suas vendas, especialmente para países como Rússia e Índia, que são destinos interessantes”, avalia o professor de economia da Universidade Federal de São Paulo (USP), Celso Grisi.

O professor comenta que o Brasil deve pensar em novos mercados para não ficar tão dependente da China e ver se repetir o que aconteceu com o mercado da carne bovina, que está há três meses com as exportações suspensas.

Com informações do Canal Rural

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.