Araucária

Serviços contrariam tendência nacional e crescem no Paraná; setor de transportes foi o que mais cresceu

Aécio Novitski – Redação

O setor paranaense de serviços cresceu 2,7% em fevereiro em relação ao mesmo período do ano passado, contrariando a tendência de queda verificada no Brasil, informa pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Um dos mais importantes da economia, o setor ainda patina no País, com queda de 2,2% na mesma base de comparação. O Paraná teve o segundo melhor desempenho do País, atrás apenas de Roraima(3,3%).

No acumulado do primeiro bimestre, o setor registrou alta de 0,9% no Paraná e o Brasil queda de 1,8%. Em fevereiro na comparação com janeiro, com ajuste sazonal, o Estado teve alta de 2% e o Brasil ficou praticamente estável (0,1%).

“A recuperação do setor no Paraná tem tido, ao contrário do Brasil, uma trajetória mais consistente”, diz Julio Suzuki Júnior, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes). “No ano passado, pela mesma pesquisa, o Paraná já havia registrado o segundo melhor desempenho do setor, com alta acumulada de janeiro a dezembro de 5%, atrás apenas do Mato Grosso”, lembra Suzuki Junior. O Brasil fechou 2017 com queda de 2,8% nos serviços.

Destaques

O aumento da geração de novas vagas no mercado de trabalho e a retomada gradativa do consumo vêm sustentando a retomada, de acordo com Suzuki Júnior. O principal destaque do setor são os transportes, que mesmo com a safra menor, continua a crescer no Estado. “Sinal de que outros segmentos também estão com grande movimentação de mercadorias”, diz Suzuki Júnior.

Em fevereiro, o setor de transportes, serviços auxiliares ao transporte e correio registrou alta de 13,4% em relação a fevereiro de 2017. No primeiro bimestre a alta foi de 10,1%.

Outro desempenho positivo veio dos serviços prestados às famílias, com 2,2% na comparação entre os meses de fevereiro e de 5,9% no acumulado do ano.

Na comparação com igual mês do ano passado, tiveram queda serviços de informação e comunicação (-9,1%) e profissionais administrativos e complementares (-2,2%). Na comparação entre os bimestres, esses segmentos registraram perdas de 9,4% e 4,6% respectivamente.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.