Araucária

Subtenente do exército é preso suspeito de matar e esquartejar mulher

Um subtenente do exército foi preso, nos últimos dias, suspeito de cometer um crime brutal em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba, em fevereiro deste ano. Ele é apontado como responsável pela morte de Alessandra Bartoszewski, de 33 anos, que teve o corpo esquartejado e encontrado em dias diferentes na Estrada Municipal Francisco Schenna.

O caso é investigado pela Delegacia de Araucária, que confirmou que a ordem judicial de prisão temporária, de 30 dias, foi expedido pela Vara Criminal do município. Outros detalhes não serão fornecidos para não atrapalhar as diligências policiais, mas a informação é que a mulher tinha um relacionamento com o militar, que é casado, e vinha exigindo dinheiro dele para não expor o relacionamento.

O crime aconteceu no dia 23 de fevereiro e o corpo da vítima foi encontrado em dois dias diferentes. Isso porque o suspeito é especialista em uma arte marcial que usa espadas e, assim, teria decepado a cabeça e membros superiores da mulher.

A identificação de Alessandra só foi possível pela presença de uma tatuagem de anjo nas costas. O subtenente permanece preso e nega o crime.

 

 

BANDAB

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.