Paraná

Tornado deixa rastro de destruição em Marechal Cândido Rondon

Uma forte chuva acompanhada de rajadas de vento provocou muitos estragos em Marechal Cândido Rondon, no Oeste do Paraná, na tarde desta quinta-feira (19). De acordo com o Simepar, um tornado se formou a partir da tempestade por volta das 16h15. O fenômeno, provavelmente, é da categoria F1, na qual os ventos atingem velocidade um pouco acima de 115 km/h.

A Secretaria Municipal de Saúde fez um levantamento nos hospitais da cidade e os primeiros números apontam que oito pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave. O secretário de Gabinete da prefeitura, Lair Bersch, disse que ainda não tinha a identificação da vítima e que ela passava por uma cirurgia de emergência. Segundo ele, os ventos fortes começaram na entrada da cidade e provocaram um rastro de destruição em um raio de aproximadamente mil metros. “Um temporal nessas proporções nunca tinha acontecido na cidade. Em 2009 teve um temporal forte, mas não foi assim”, afirmou Bersch.

Os bombeiros informaram que algumas pessoas ficaram feridas levemente e buscaram atendimento em unidades de saúde da cidade. O Consórcio Intermunicipal de Samu Oeste ( Consamu) deslocou um helicóptero de Cascavel até Marechal Rondon para agilizar os atendimentos.
Estragos

O levantamento inicial das autoridades locais aponta que pelo menos 1,5 mil casas foram destelhadas ou danificadas pela tempestade. A prefeitura disponibilizou o Parque de Exposições para acolher eventuais desabrigados. Há registros de pessoas desalojadas que estão em casas de parentes, mas ainda não se sabe exatamente quantas são.

Muitas árvores caíram sobre veículos estacionados nas ruas e estruturas metálicas de vários estabelecimentos comerciais desabaram. A BR-467 chegou a ser bloqueada devido à queda de postes de alta tensão sobre a rodovia.

A Defesa Civil e autoridades do município realizaram uma reunião emergencial na noite desta quinta-feira (19) para uma avaliação inicial dos estragos deixados pelo fenômeno. O secretário Lair Bersch disse que a prefeitura deve decretar situação de emergência. A Defesa Civil já entrou em contato com a Casa Militar do governo do Paraná para iniciar os procedimentos do decreto.

A tempestade também provocou prejuízos nos municípios de Entre Rios do Oeste e Pato Bragado.
Depoimento

A tempestade assustou a população. A estudante Graciele Schneiker, de 27 anos, reside em Marechal e contou que foi assustador presenciar a passagem do tornado. “Há casas das quais não voaram apenas pedaços, mas o telhado por completo. Eu nunca vi nada igual”, relata. Graciele afirmou ainda que lojas de materiais de construção do município estão trabalhando desde a tarde desta quinta para dar conta da demanda da população. Os celulares ficaram sem sinal por aproximadamente 3 horas.
Sem energia

O temporal também interrompeu o fornecimento de energia elétrica na cidade. Aproximadamente 9,5 mil unidades consumidoras – de 23 mil – estão sem luz por causa da queda de postes e rompimento de cabos de alta e baixa tensão, de acordo com informações da Copel. Os municípios vizinhos de Pato Bragado e de Entre Rios do Oeste também foram afetados, pois utilizam as mesmas fontes elétricas. A companhia trabalha para reparar a rede.

Confira os vídeos do temporal e do ‘funil’!

 

https://www.youtube.com/watch?v=-GcIGIZwjso

Paraná Online

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Aécio Novitski

Idealizador do Site Araucária no Ar, Jornalista (MTB 0009108-PR), Repórter Cinematográfico e Fotógrafico licenciado pelo Sindijor e Fenaj sobre o número 009108 TRT-PR

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.