ParanáPolícia

Moradores correm com gritos de ‘fogo’ em apartamento no 17º andar de prédio no Bigorrilho

Um incêndio em um apartamento no 17º andar do Edifício Lynx, no bairro Bigorrilho, em Curitiba, mobiliza vários viaturas do Corpo de Bombeiros na manhã desta sexta-feira (28). O fogo começou por volta das 6h30 e todos os moradores do prédio de 25 andares tiveram que deixar seus apartamentos às pressas sob gritos de “fogo”. À princípio, não se sabia se havia moradores no local, mas cerca de uma hora depois os bombeiros informaram que o apartamento estava vazio. Os proprietários estão viajando. Por volta das 7h20, o fogo já havia sido controlado pelos bombeiros, que atuaram com três viaturas.

O prédio fica na esquina das ruas Padre Agostinho com Gastão Câmara. A esquina foi inteiramente bloqueada por agentes da Secretaria de Trânsito. Uma escada Magirus  chegou a ser acionada para o combate do lado de fora, mas os bombeiros conseguiram conter o fogo entrando pelas escadas até o andar com o foco do incêndio.

Moradores dos 110 apartamentos tiveram que evacuar o prédio pelas escadas. Todos foram para a calçada, muitos de pijama, para acompanhar tudo do lado de fora. As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas.

Susto

“Levei um susto. escutei o barulho de coisas estourando e a fumaça começou a entrar no nosso apartamento, dois andares abaixo. Saímos correndo. peguei apenas meus dois gatos”, disse um dos moradores.

“Minha sorte foi que uma janela aberta e os azulejos começaram a se desprender e eu acordei. Saímos correndo pelas escadas. Todos saíram assustados. Muita gente porque são cinco apartamentos por andar em 25 andares. Não sabemos o que aconteceu ainda. Um susto muito grande. Vamos torcer que ninguém tenha se ferido”, contou o morador Carlos da Velha, policial civil.

Banheiro derreteu

A médica Sabrina Oliveira, moradora do 18º andar, bem no apartamento que fica em cima do local do fogo, contou que acordou com muito barulho, imaginou que seria uma briga, mas logo percebeu que o banheiro do seu quarto estava derretendo.

“Pensei que era briga de marido e mulher, com gritos. Falei pro meu marido pra gente chamar a polícia, mas logo vi que era um incêndio quando notei a fumaça pela janela e vi que o banheiro da minha suíte estava derretendo. Um calor muito forte. Eu e meu marido saímos correndo, só deu tempo de pegar nossa cachorrinha e alguns documentos. Meu vizinho ainda tentou usar o extintor no apartamento, mas viu que não dava mais por causa do tamanho do fogo. Descemos os 18 andares pela escada, todo mundo correndo, em pânico. Foi um susto”, contou a moradora.

O fogo se concentrou na suíte do apartamento. Uma vizinha do mesmo andar inalou fumaça e foi atendida pelos médicos, sem gravidade.

Técnicos da Comissão de edificação da Prefeitura (Cosedi), foram até o local para avaliar as condições da estrutura do edifício. Até às 8h30, os moradores ainda estavam do lado de fora, impedidos de entrar.

 

Banda B/28/12/2018

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.