Paraná

Brinquedos inclusivos levam diversão e mudam rotina de crianças com deficiência

O sorriso no rosto das crianças que estudam na Escola Municipal de Educação Especial Tomaz Edison de Andrade Vieira, no Capão Raso, comprova o sucesso dos brinquedos inclusivos que a Prefeitura vai colocar nas dez Administrações Regionais da cidade. Desde o dia 5 de novembro os equipamentos comprados pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) estão na escola Tomaz Edison.

Os 324 estudantes da unidade tiveram contato e se divertiram com os brinquedos inclusivos. O kit é composto por uma balança, gangorra, tirolesa e um skate. Todos são adaptados para crianças com e sem deficiência brincarem juntas.

Como os brinquedos são desmontáveis, o kit pode ser levado para vários locais fechados e ao ar livre. Até o fim do mês, mais duas unidades da rede de ensino da Prefeitura vão receber os brinquedos: a Escola Municipal de Educação Especial Helena Wladimirna Antipoff, no Boqueirão, de 19 a 23 de novembro, e a Escola Municipal de Educação Especial Ali Bark, no Seminário, de 26 a 30 de novembro.

A Smelj e a Secretaria Municipal da Educação trabalham em conjunto para integrar as crianças com deficiência. “A ideia é que durante a semana os brinquedos fiquem nas escolas e aos fins de semana possam ser usados pela população, nos eventos que a Prefeitura faz nas Regionais e nos bairros”, explicou o secretário do Esporte, Lazer e Juventude, Emílio Trautwein.

Inclusão

Segundo a diretora da escola Tomaz Edson, Simoni dos Reis Lima, os brinquedos ajudam as crianças com deficiência a ter mais confiança e se divertir brincando. “Eles proporcionam sensações diferentes e sem essa adaptação muitas das crianças não conseguiriam brincar juntas”, disse Simoni.

Todos os estudantes da Tomaz Edison têm deficiência intelectual moderada, como paralisia cerebral, autismo e Síndrome de Down. Muitos não conseguem brincar sozinhos e os brinquedos inclusivos foram uma novidade.

A chefe do Núcleo Regional de Educação do Pinheirinho, Andressa Duarte Pereira, explicou que os brinquedos dão a mesma possibilidade para todas as crianças brincarem. “As diferenças acabam e todos têm a mesma oportunidade para se divertirem juntos”, disse Andressa.

Os brinquedos que fizeram mais sucesso na Escola Tomaz Edison foram o skate adaptado e a tirolesa.

Empresa curitibana

Os brinquedos são fabricados pela empresa In Move, que faz parte da marca de roupas curitibana Anjuus. Os equipamentos surgiram para atender à necessidade da família de Shirley Ordonio, diretora da In Move. Ela teve duas filhas gêmeas e uma nasceu com deficiência.

Na gangorra, a cadeira de rodas fica em um dos lados, para que as crianças brinquem juntas. No simulador de tirolesa a criança fica suspensa num colete e pode se movimentar. Já o skate adaptado tem uma estrutura de apoio, com colete. Outra pessoa empurra a estrutura para simular a sensação de andar no brinquedo. A balança comporta uma cadeira de rodas.

 

 

Bem Paraná – 16/11/2018

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.