Paraná

Curitiba registra a madrugada mais quente dos últimos anos, mas sábado tem trégua

Se você passou mal, não dormiu direito e sofreu com o calor nesta madrugada, saiba que tinha uma razão. De acordo com o Instituto Meteorológico Simepar, Curitiba registrou a madrugada mais quente dos últimos anos. A temperatura mínima registrada nesta quinta-feira (3) foi de 21.6 ºC. Pesquisa feita no histórico da estação meteorológica mostrou que apenas no dia 3 de fevereiro de 2014 houve uma temperatura mínima maior na cidade,  com 21,8 ºC.

Nesta quarta-feira, segundo o Simepar, mais uma vez o dia registrou temperaturas acima de 30°C em praticamente todas as cidades do Paraná. Em Curitiba, a máxima chegou a 32ºC. Destaque para região do Vale do Ribeira e litoral norte (Antonina e Guaraqueçaba), com valores acima dos 36,0°C! As temperaturas chegaram ainda  aos 33 ºC em Cerro Azul e Foz do Iguaçu.

Frente fria

Pode chover no fim do dia, nesta quinta-feira, em Curitiba e Região Metropolitana. É que uma nova frente fria avança sobre o Paraná e pode provocar chuvas rápidas em várias regiões. As temperaturas seguem altas em todo o Estado, mas no sábado (5) a máxima prevista fica baixa na Capital. Segundo o Simepar, a máxima sábado deve ser de apenas 22ºC  com mínima de 18ºC. O tempo deve ficar instável até o final de semana em todo o Estado.

 

Banda B- 03/01/2019

Foto: Pixabay

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.