Redação

NOVO TRIAR: não caia nas “fake news”

A partir dessa segunda-feira, 26 de julho, o transporte coletivo de Araucária começa a passar por várias mudanças com o objetivo de melhorias para a população. No entanto, podem surgir alguns transtornos momentâneos neste período e, com isso, surgem também as fake news (notícias falsas).

Caso o usuário do Triar tenha alguma dúvida sobre o que está sendo divulgado, é importante que entre em contato com a Prefeitura de Araucária para os devidos esclarecimentos por meio dos canais oficiais.

Confira abaixo algumas das notícias falsas e entenda o que, de fato, está acontecendo e ainda está por vir.

FAKE NEWS: “Araucária terá ônibus com faixa amarela no estilo escolar, velhos e sucateados” – Alguns ônibus que compõe a frota provisória do novo Triar são na cor branca e possuem faixa amarela. É importante enfatizar que somente os veículos da frota provisória possuem essa pintura, contudo são ônibus em pleno funcionamento. Vários deles, aliás, são mais novos do que alguns que ainda estão em circulação (até a meia noite de domingo, 25 de julho). Esses ônibus que integram a frota provisória serão posteriormente substituídos por veículos mais novos e já com a identificação definitiva do novo Triar (cor amarela e azul).

FAKE NEWS: “Não terá mais linhão” – As linhas feitas pelos ônibus articulados (sanfonados) continuarão normalmente. A única diferença é que esses trajetos serão feitos por ônibus comuns. Mas haverá ampliação de horários, o que significa menos tempo de espera ao usuário.

FAKE NEWS: “Araucária nunca mais sairá da frota provisória” – As três novas empresas que irão operar o novo Triar (conforme definição em licitação) possuem legalmente um prazo para adequação da frota. Até a conclusão desse prazo, a frota provisória pode circular.

FAKE NEWS: “A Prefeitura não precisava mudar o que estava bom” – A nova licitação não foi uma opção da Prefeitura de Araucária, e sim uma obrigação. É a lei que determina que o contrato de concessão tem prazo de validade de dez anos. Até então, apenas uma empresa operava o sistema de transporte coletivo no município. Com o novo Triar, as três empresas definidas em processo licitatório farão o gerenciamento dos lotes (sul, norte e norte/sul). Com o novo sistema, haverá a possibilidade da Prefeitura reduzir ainda mais o valor da tarifa e será possível fazer isso tendo um sistema de transporte coletivo mais moderno, juridicamente seguro e mais econômico aos cofres públicos.

A Prefeitura pede a compreensão da população neste momento histórico do município e ressalta que está trabalhando dentro da legalidade visando minimizar qualquer impacto à população.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.