Redação

” Tentei evitar”, diz motorista envolvido em acidente que matou os irmãos Rybinski em Araucária

O motorista, Lucas de Lima Ribeiro, de 24 anos, envolvido no acidente que matou os irmãos Carlos Rybinski e Moacir Rybinski em Araucária, foi solto e falou pela primeira vez após a tragédia. Ribeiro estava detido no Complexo Médico Penal, em Pinhais, e agora responde ao processo em liberdade. O acidente foi registrado na noite de 27 de fevereiro deste ano.

Na época do acidente, dois amigos que estavam no carro com Lucas, Alisson Gonçalves Boldori, de 22 anos, e Ivan da Silva, de 25 anos, afirmaram que o motorista havia bebido antes de dirigir e estava em alta velocidade. Eles ainda afirmaram que pediram, várias vezes, para que o amigo não corresse, mas que ele não diminuía a velocidade. Sobre o relato dos amigos, Lucas afirmou que não bebeu. “Eu já fui atleta de fisiculturismo, então já fazia uns dois meses que eu tinha retornado ao treinamento, então há algum tempo atrás, socialmente, eu até ingeria, nunca destilado, algum tipo de cerveja eu ingeria, mas já fazia uns dois meses. Até eu estava fazendo tratamento com antibiótico, não estava podendo em hipótese alguma fazer ingestão de bebida alcoólica, e no dia… até então porque eu estava trabalhando, como eu trabalho com veículo, trabalho com entrega, é fundamental [não beber], não pode, em hipótese alguma.” argumentou o motorista.

Ainda, o condutor explicou que estava com pressa para voltar para uma confraternização em que estava anteriormente, para buscar a família e ir para casa. “A gente estava em uma confraternização, onde se encontravam algumas pessoas, algumas que eu conhecia, outras não, a gente foi no intuito de levar uma máscara para um familiar do Ivan, que estava tendo um velório no cemitério. Nesse caminho, nesse trajeto, na metade do trajeto, ele me alertou que a máscara não estava com ele, então a gente tinha que retornar até a residência dele, acabei excedendo um pouco a velocidade do carro, até então para ir pegar a máscara e ir levar até então o destino, e voltar a tempo de levar a minha família embora”, disse Lucas.

Sobre estar em alta velocidade, Lucas confessou que excedeu o limite e disse que o objetivo era passar o carro no sinal amarelo. “A intenção era passar no amarelo. Eu fui para passar no amarelo, a hora que eu vi que vermelhou o carro, cerca de alguns metros antes do sinaleiro, eu já pisei no freio. E nisso o meu colega, o Alisson, me alertou ‘freia que não vai dar tempo’, e nisso eu já pisei no freio. Tanto que nas imagens dá para ver que o carro ele passa com o freio ligado, pressionado o freio, porque eu tentei evitar”. contou.

No entanto, o veículo acabou passando no sinal vermelho e atingindo em cheio o veículo em que estavam os irmãos Moacir e Carlos Rybinski. Os irmãos voltavam para casa do trabalho. Poucos momentos antes, Carlos havia mandado uma mensagem para a filha, Luana, para avisar que estava chegando em casa. Lucas afirmou que espera que um dia possa encontrar a família das vítimas para pedir desculpas.“Você ter esse peso na consciência de todo o dia você acordar, todo dia você pensar que você cometeu um ato que tirou duas vidas, é muito difícil, é uma coisa que só quem tá passando para ter esse sentimento. Eu quero ajudar, eu quero, das formas cabíveis, poder ajudar, eu quero estar à disposição, mais pra frente, de pedir um perdão pessoalmente pro pai [dos irmãos]”. afirmou o motorista.

O suspeito também negou que estivesse participando de um racha. “Em momento algum eu tive contato com outro carro para tentar fazer uma suposta competição, uma suposta corrida, determinar algum local ou até um trajeto para apostar algum tipo de corrida. Até mesmo que o carro que eu me encontrava era bem mais inferior do que o outro”, disse ele. Após os fatos, o condutor do veículo que apareceu em imagens de câmeras de segurança ao lado do carro de Lucas, Rafael Henrique Vargas, também foi preso.

Lucas foi solto pois não tinha passagens pela polícia e porque as investigações já estão em uma fase avançada. Lucas Ribeiro e Rafael Vargas foram acusados de duplo homicídio qualificado e lesão corporal com dolo eventual; infração de medida sanitária preventiva; embriaguez ao volante; violação de suspensão do direito de dirigir; e participação em disputa automobilística não autorizada resultante em morte. Ainda não há data para o julgamento.

Com informações da RIC Record TV Curitiba

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Ivone Souza - Redação

Ivone Souza é jornalista graduada pelo Centro Universitário Internacional Uninter. Foi repórter e produtora de conteúdos do Portal Mediação, redatora do site Uninter Notícias, escritora e cronista. Curte teatro, uma boa leitura e é apaixonada por viagens e fotografia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.