Coluna - ATITUDE DO CONSUMIDOR

Coluna – ATITUDE DO CONSUMIDOR: O pagamento do frete do produto

Por Cláudio Henrique de Castro

O frete tem um impacto direto na decisão de compra do cliente, mas essa informação é passada apenas depois que é fechado o negócio.

Pesquisas realizadas em 2021 revelaram que 63,9% dos consumidores entrevistados abandonariam as compras, devido ao preço da entrega.

Ocorre que muitas lojas de móveis, eletrodomésticos da linha branca e de utensílios arcavam com o valor do envio do produto, mas alteraram essa política e passaram a cobrá-lo, informando que o serviço foi terceirizado.

Como esse valor integra a compra é dever do fornecedor informar ao consumidor que o frete é cobrado, contudo isso raramente é feito.

O consumidor pode contratar o transporte por conta própria, mas daí tem o aspecto da montagem dos móveis e até os esclarecimentos técnicos quanto a instalação do produto que ficam deficientes.

Há casos que a entrega é mais cara que o produto, e isso pode configurar prática abusiva.

Não há uma regulação quanto ao valor desses serviços, que estão cada vez mais caros.

O horário da entrega é outra dor de cabeça para os consumidores.

A lei paranaense 17.989/2013 especifica o horário das 7h às 23h, dividido em turnos da manhã, da tarde e da noite, dos quais o consumidor escolhe e marca o turno. Por exemplo, no turno da manhã, das 7h00 às 12h00, significa que a espera é de até cinco horas, dentro do horário desse turno. A norma não resolveu o problema de forma adequada.

Na prática, o melhor horário para quem trabalha é das 18h00 às 23h00, que também é cansativo pois a compra pode chegar até às 23h.

As compras on line não escapam dessa lógica, pois não há o aviso de quando o produto será entregue e às vezes o consumidor é surpreendido no final da noite, durante o almoço ou logo no início da manhã.

O dever de transparência dos preços impõe a publicidade do valor do frete, caso seja cobrado ou franqueado pelo estabelecimento, justamente para não surpreender os consumidores. 

O horário de entrega é ainda uma questão que precisa ser resolvida para o conforto dos consumidores que pagam por esse serviço, seja de forma embutida ou adicional.

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.