ParanáPolícia

Serralheiro é espancado e amarrado; ele acusa ex-namorada de armação

Um serralheiro, de 42 anos, foi brutalmente agredido a tijoladas e madeiradas no começo da noite desta quarta-feira, em um beco que faz esquina com a Rua Professor Rodolfo Belz, no bairro Santa Cândida, em Curitiba. De acordo com as primeiras informações repassadas para a Polícia Militar (PM), ele seria suspeito de ter cometido roubos na região e por isso foi amarrado, entretanto a versão dele é outra.

O serralheiro, que não será identificado, estava sozinho, muito machucado e preso nas grades de um comércio. Ele explicou que foi confundido e que é inocente. “Não fiz nada, juro por Deus. Dois caras roubaram e estão falando que eu roubei. Eu sou trabalhador, não fiz nada. A única coisa que fiz foi trazer uma ex-namorada aqui nesta biqueira de drogas de madrugada”, disse.

A vítima explicou que foi agredida quando voltou do trabalho. “Veio um monte de cara com ripa querendo me bater. Isso aconteceu por causa de uma ex-namorada. Ela causou isso, porque já paguei drogas para ele e ontem só a trouxe aqui”, garantiu.

O homem foi solto pela PM e encaminhado até a Unidade de Pronto Atendimento do Boa Vista para atendimento médico. Depois de receber alta, ele será liberado, porque no local ninguém apareceu para formalizar a acusação e explicar o motivo do espancado.

 

Banda B – 29/11/2018

Receba notícias no seu WhatsApp.

Leitores que se cadastrarem no serviço serão incluídos em uma lista de transmissão diária, recebendo no celular as principais notícias do dia.

Leia também

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um
ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos.
A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo.
Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.